Tweet TONTON - FITNESS ADVISER: Outubro 2012

Panqueca de proteína.

Publicado  sexta-feira, 26 de outubro de 2012


PANQUECA PROTÉICA
INGREDIENTES:
1 dose de whey protein de sua preferência. (1)
3 a 4 claras de ovos caipiras.
4 colheres de aveia em flocos. (**)
Uma pitada de canela para dar cor.
Adoçante a gosto. (stevia ou sucralose)
1 banana nanica, ouro ou prata não muito madura. (2)
MODO DE PREPARO:
Bata no liquidificador o whey, as claras, a aveia, a canela e o adoçante. Enquanto isso
aquecer uma frigideira Teflon. Despeje o líquido batido na frigideira.  (3) Aguarde alguns
segundos e vire a panqueca para aquecer o outro lado até dourar. Coloque em um prato, decore com a banana fatiada e salpique a canela.

OBS.
(1) Pode alternar com outros produtos protéicos como o Carnivor da Muscle Meds.
(**) É possível encontrar em lojas de produtos naturais aveia isenta de glúten.
(2) A banana se estiver mais verde tem um IG (ind. Glic.) e CG (carg. glic) menor. Se preferir também pode utilizar morango que tem IG menor que a banana e também deixa o prato muito gostoso. No caso de optar por morango ao inves de utilizar a canela na decoração pode utilizar um fio de mel puro de abelhas.
(3) É importante pré-aquecer a frigideira para “selar”.
(4) Breve resumo benéficios da aveia:
A aveia é uma grande aliada do coração, pois é sumamente beneficiosa para ele graças ao seu conteúdo de fibra que ajuda a eliminar as gorduras do organismo, que bloqueiam as nossas artérias e diminuindo o colesterol. Reduzir o colesterol pode chegar-se a traduzir em um fluxo sanguíneo de até um 23% mais fluído.
Para os pacientes de diabetes ela também é recomendada, pois a aveia permite normalizar os níveis de açúcar no sangue; o magnésio e a fibra presentes nela ajudam a segregar a insulina e absorver a glicose.
Finalmente, a aveia ajuda a manter ativo o sistema imune. Para prevenir infecções é ideal, já que a fibra presente nela ajuda a melhorar as funções imunes do nosso corpo, fazendo possível que as células imunes cheguem ao local da infecção em uma velocidade maior.
MUSCLE CHEF TONTON
MUSCLE CHEF TONTON
Marcado com:  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  • •  •  •  • 

Waxymaize ou maltodextrina e dextrose???

Publicado  


Waxymaize ou maltodextrina e dextrose.
Suplementação de carboidratos? Qual Escolher? Qual o melhor? Como usar?
Bom, estou cansado de escutar tudo e mais um pouco sobre esses suplementos seja dos “tidos” entendidos ou dos muitas vezes empíricos marombeiros. Cada um diz uma coisa. Quer dizer então que não existe uma recomendação adequada? Claro que existe, acompanhe abaixo.
O carboidratos na forma de suplementos podem ser usados no pré, intra, pós treino ou ainda para acrescentar mais calorias no seu velho shake com o intuito de tornar ele com mais calorias (hipercalórico).
O waxymaize é um carboidrato complexo (assim como a malto) porém diferente da malto o waxymaize não tem um indice glicemico tão elevado como alguns pensam, por consequência a digestão do waxymaize é mais lenta se comparado a malto. O waxymaize grosseiramente falando, gera energia de forma mais lenta porém mais constante (gradual) evitando assim picos e concentrações de insulina inconstantes. Para quem busca o controle do nivel glícemico na alimentação (por saúde ou estética) e ou para aqueles que fazem exericicios mais longos como corridas ou mesmo treinos de musculação com mais de 1hora o waxymaize é a sua opção, muito melhor que malto ou dextrose. Existem estudos que demonstram que a ingestão de waxymaize se comparado a outros suplementos de carboidrato tornou possivel um fornecimento de energia que favoreceu a utilizaçao conjunta de gordura. Logo em palavras simples quer dizer que utilizando waxymaize (em doses adequadas ao seu esporte e biotipo) você pode ter queima de gordura com fornecimento de energia ao mesmo tempo.
Já para aqueles praticantes que fazem treinos curtos e precisam de um pico de energia muito rápido além é claro da digestão também ser mais rápida a maltodextrina e a dextrose são suas opções. Muitas vezes você até mesclar a dextrose e a maltodextrina, lembrando que elas diferem pouco em termos nutricionais porém em termos de sabora a dextrose é mais doce. Um bom exemplo para se utilizar maltodextrina ou dextrose é para os que estiverem suplementando com algum tipo de insulinotropicos.
Lembrando sempre que no seu esporte seja ele qual for, você deve levar em conta as suas individualidades, seu treinador e toda equipe envolvida devem mensurar o que é preferivel para você. Ter picos de insulina com alimentos de alto IG (índice glicêmico) muitas vezes durante o dia além de engordar pode trazer diversos problemas para a saúde. Em geral o ideal é manter controle glicemico atraves de uma alimentaçao e suplementação com alimentos de baixo e médio IG, não esquecendo é claro que em alguns momentos do dia dependendo do esporte que você pratica você pode e deve utilizar alimentos e suplementos de alto IG, por exemplo, após um treino de musculação intenso.
- Neito Antonio Bonotto -
- Diretor-árbitro Federação Gaúcha de Culturismo e Fitness – IFBB/RS
- Especialista em Marketing Esportivo - CRA.RS.29262
- Personal Trainer Internacional IFBB
Referências:
A. Drews, I. BjörckAn in vitro method based on chewing to predict resistant starch content in foods, allows parallel determination of potentially available starch and dietary fiberJournal of Nutrition, 128 (1998)
Brand, 1994J. Brand MillerImportance of glycemic index in diabetesAmerican Journal of Clinical Nutrition, 59 (suppl) (1994)
Brand et al., 1992J. E. Pang, L. BramallRice: a high or low glycemic index food?American Journal of Clinical Nutrition, 56 (1992),
Colonna, V. Leloup, A. BuleonLimiting factors of starch hydrolysisEuropean Journal of Clinical Nutrition, 46 (suppl 2) (1992)
Carbohydrates in Human Nutrition. FAO–Food and Nutrition Paper, 66, 1–140 (1998)
Hizukuri, 1986S. HizukuriPolymodal distribution of the chain lengths of amylopectins, and its significanceCarbohydrate Research, 147 (1986)
Koch et al., 1998K. Koch, R. Andersson, P. ÅmanQuantitative analysis of amylopectin unit-chains by means of high-performance anion-exchange chromatography with pulsed amperometric detectionJournal of Chromatography A., 800 (1998), pp. 199–206
Liljeberg et al., 1996H. Liljeberg, A. Åkerberg, I. BjörckResistant starch formation in bread as influenced by choice of ingredients or baking conditionsFood Chemistry, 56 (1996)
Manners, 1997D.J. MannersObservations on the specificity and nomenclature of starch debranching enzymesJournal of Applied Glycoscience, 44 (1997)
Roberts MD, Lockwood C, Dalbo VJ, Volek J, Kerksick CM. Ingestion of a highmolecular-weight hydrothermally modified waxy maize starch alters metabolic responses to prolonged exercise in trained cyclists. Nutrition. 2011 Jun;27(6):659-65. Epub 2010 Oct 15. 2 – Shimotoyodome A, Suzuki J, Kameo Y, Hase T. Dietary supplementation with hydroxypropyl-distarch phosphate from waxy maize starch increases resting energy expenditure by lowering the postprandial glucose-dependent insulinotropic polypeptide response in human subjects. Br J Nutr. 2011 Jul;106(1):96-104. Epub 2011 Feb 22.
S.G. Ring, P. Colonna, K.J. I’Anson, M.T. Kalichvsky, M.J. Miles, V.J. Morris, P.D. OrfordThe gelation and crystallisation of amylopectinCarbohydrate Research, 162 (1987), pp. 277–293
Silverio et al., 1999Silverio, J., Fredriksson, H., Andersson, R., Eliasson, A.-C., & Åman, P. (1999). The effect of temperature cycling on the amylopectin retrogradation of starches with different amylopectin unit-chain length distribution. Carbohydrate Polymers, accepted for publication.Würsch and Gumy, 1994P. Würsch, D. GumyInhibition of amylopectin retrogradation by partial beta-amylolysisCarbohydrate Research, 256 (1994), pp. 129–137
LINK WAXYMAIZE - http://www.flexsuplementos.com.br/index.php?route=product%2Fproduct&path=53&product_id=308
MUSCLE CHEF TONTON
MUSCLE CHEF TONTON
Marcado com:  •  •  •  •  •  •  • 
set 15

Sobremesa protéica de avocado com nozes by muscle chef tonton

Publicado  



Sobremesa low carb – baixo em carboidratos e baixo IG.

Ingredientes:
2 unidades pequenas de avocado (tipo de abacate de menor tamanho)
2 colhers de sobremesa de cacau puro
4 colheres de chá de stévia em pó (mais ou menos conforme seu gosto)
1/2 scoop de protéina sabor baunilha (recomendo nitro peak – inner armour) *
5 nozes picadas
50ml de água temperatura ambiente. (se necessário pode utilizar mais)

Modo de preparo:
Bater tudo em um mixer ou batedeira.
Após a pasta estar homogênea colocar para resfriar por 1hr no congelador.
Guten Appetit!
http://www.flexsuplementos.com.br/index.php?route=product/product&product_id=205
MUSCLE CHEF TONTON
MUSCLE CHEF TONTON
Marcado com:  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  • 
set 18

“Antienvelhecimento”

Publicado  

Liga da Saúde: “Antienvelhecimento” – Minhas considerações sobre ...: CFM condena "terapia antienvelhecimento", o que, na minha opinião, é algo lamentável e RETROCESSO para a saúde no país. http://portal...

Já tomou agua hoje? Qual ph da sua agua? - O Poder Fisiologico da Agua.wmv

Publicado  

Viva muito mais e sinta-se jovem sempre! - Longevidade Saudável - Marília Gabriela entrevista o Dr. Ítalo Rachid

Publicado  

SORVETE PROTÉICO (low carb)

Publicado  quarta-feira, 3 de outubro de 2012


Sorvete protéico
Sugestão para ceia
Ingredientes:
1 scoop de proteina tipo caseina sabor chocolate; (1)
1 colher de sobremesa de cacau puro sem açucar;
1 colher de sopa rasa de stevia pura;
2 colheres de sopa cheia de abacate;
alguns cubos de gelo (quantidade indefinida);
1 copo de leite de amêndoas (copo médio de 200ml);
Modo de preparo:
Misturar todos os ingredientes no liquidificador;
Aos poucos em quanto bate tudo no liquidificador vá adicionando o gelo aos poucos de pedra em pedra;
Conforme adquirir a consistência desejada pare de colocar gelo. E seu sorvete está pronto!
Caso não queria consumir na hora, pode deixar repousar no congelador de sua geladeira, porém deixe em um pote hermaticamente fechado (tupperware). Quando deixado no congelador é necessário tirar por pelo menos 1 hora antes para a geladeira antes de consumir para ficar com consistência cremosa.

OBS:
(1) Micellar Cream da marca syntrax sabor chocolate.
http://www.flexsuplementos.com.br/index.php?route=product/product&path=35_39&product_id=99

MUSCLE CHEF TONTON
MUSCLE CHEF TONTON
Marcado com:

Waxymaize ou maltodextrina e dextrose.

Publicado  


Waxymaize ou maltodextrina e dextrose.
Suplementação de carboidratos? Qual Escolher? Qual o melhor? Como usar?
Bom, estou cansado de escutar tudo e mais um pouco sobre esses suplementos seja dos “tidos” entendidos ou dos muitas vezes empíricos marombeiros. Cada um diz uma coisa. Quer dizer então que não existe uma recomendação adequada? Claro que existe, acompanhe abaixo.
O carboidratos na forma de suplementos podem ser usados no pré, intra, pós treino ou ainda para acrescentar mais calorias no seu velho shake com o intuito de tornar ele com mais calorias (hipercalórico).
O waxymaize é um carboidrato complexo (assim como a malto) porém diferente da malto o waxymaize não tem um indice glicemico tão elevado como alguns pensam, por consequência a digestão do waxymaize é mais lenta se comparado a malto. O waxymaize grosseiramente falando, gera energia de forma mais lenta porém mais constante (gradual) evitando assim picos e concentrações de insulina inconstantes. Para quem busca o controle do nivel glícemico na alimentação (por saúde ou estética) e ou para aqueles que fazem exericicios mais longos como corridas ou mesmo treinos de musculação com mais de 1hora o waxymaize é a sua opção, muito melhor que malto ou dextrose. Existem estudos que demonstram que a ingestão de waxymaize se comparado a outros suplementos de carboidrato tornou possivel um fornecimento de energia que favoreceu a utilizaçao conjunta de gordura. Logo em palavras simples quer dizer que utilizando waxymaize (em doses adequadas ao seu esporte e biotipo) você pode ter queima de gordura com fornecimento de energia ao mesmo tempo.
Já para aqueles praticantes que fazem treinos curtos e precisam de um pico de energia muito rápido além é claro da digestão também ser mais rápida a maltodextrina e a dextrose são suas opções. Muitas vezes você até mesclar a dextrose e a maltodextrina, lembrando que elas diferem pouco em termos nutricionais porém em termos de sabora a dextrose é mais doce. Um bom exemplo para se utilizar maltodextrina ou dextrose é para os que estiverem suplementando com algum tipo de insulinotropicos.
Lembrando sempre que no seu esporte seja ele qual for, você deve levar em conta as suas individualidades, seu treinador e toda equipe envolvida devem mensurar o que é preferivel para você. Ter picos de insulina com alimentos de alto IG (índice glicêmico) muitas vezes durante o dia além de engordar pode trazer diversos problemas para a saúde. Em geral o ideal é manter controle glicemico atraves de uma alimentaçao e suplementação com alimentos de baixo e médio IG, não esquecendo é claro que em alguns momentos do dia dependendo do esporte que você pratica você pode e deve utilizar alimentos e suplementos de alto IG, por exemplo, após um treino de musculação intenso.

- Neito Antonio Bonotto -
- Diretor-árbitro Federação Gaúcha de Culturismo e Fitness – IFBB/RS
- Especialista em Marketing Esportivo - CRA.RS.29262
- Personal Trainer Internacional IFBB

Referências:
A. Drews, I. BjörckAn in vitro method based on chewing to predict resistant starch content in foods, allows parallel determination of potentially available starch and dietary fiberJournal of Nutrition, 128 (1998)
Brand, 1994J. Brand MillerImportance of glycemic index in diabetesAmerican Journal of Clinical Nutrition, 59 (suppl) (1994)
Brand et al., 1992J. E. Pang, L. BramallRice: a high or low glycemic index food?American Journal of Clinical Nutrition, 56 (1992),
Colonna, V. Leloup, A. BuleonLimiting factors of starch hydrolysisEuropean Journal of Clinical Nutrition, 46 (suppl 2) (1992)
Carbohydrates in Human Nutrition. FAO–Food and Nutrition Paper, 66, 1–140 (1998)
Hizukuri, 1986S. HizukuriPolymodal distribution of the chain lengths of amylopectins, and its significanceCarbohydrate Research, 147 (1986)
Koch et al., 1998K. Koch, R. Andersson, P. ÅmanQuantitative analysis of amylopectin unit-chains by means of high-performance anion-exchange chromatography with pulsed amperometric detectionJournal of Chromatography A., 800 (1998), pp. 199–206
Liljeberg et al., 1996H. Liljeberg, A. Åkerberg, I. BjörckResistant starch formation in bread as influenced by choice of ingredients or baking conditionsFood Chemistry, 56 (1996)
Manners, 1997D.J. MannersObservations on the specificity and nomenclature of starch debranching enzymesJournal of Applied Glycoscience, 44 (1997)
Roberts MD, Lockwood C, Dalbo VJ, Volek J, Kerksick CM. Ingestion of a highmolecular-weight hydrothermally modified waxy maize starch alters metabolic responses to prolonged exercise in trained cyclists. Nutrition. 2011 Jun;27(6):659-65. Epub 2010 Oct 15. 2 – Shimotoyodome A, Suzuki J, Kameo Y, Hase T. Dietary supplementation with hydroxypropyl-distarch phosphate from waxy maize starch increases resting energy expenditure by lowering the postprandial glucose-dependent insulinotropic polypeptide response in human subjects. Br J Nutr. 2011 Jul;106(1):96-104. Epub 2011 Feb 22.
S.G. Ring, P. Colonna, K.J. I’Anson, M.T. Kalichvsky, M.J. Miles, V.J. Morris, P.D. OrfordThe gelation and crystallisation of amylopectinCarbohydrate Research, 162 (1987), pp. 277–293
Silverio et al., 1999Silverio, J., Fredriksson, H., Andersson, R., Eliasson, A.-C., & Åman, P. (1999). The effect of temperature cycling on the amylopectin retrogradation of starches with different amylopectin unit-chain length distribution. Carbohydrate Polymers, accepted for publication.Würsch and Gumy, 1994P. Würsch, D. GumyInhibition of amylopectin retrogradation by partial beta-amylolysisCarbohydrate Research, 256 (1994), pp. 129–137
LINK WAXYMAIZE - http://www.flexsuplementos.com.br/index.php?route=product%2Fproduct&path=53&product_id=308
MUSCLE CHEF TONTON
MUSCLE CHEF TONTON
Marcado com:

Sobremesa protéica de avocado com nozes

Publicado  



Sobremesa low carb – baixo em carboidratos e baixo IG.

Ingredientes:
2 unidades pequenas de avocado (tipo de abacate de menor tamanho)
2 colhers de sobremesa de cacau puro
4 colheres de chá de stévia em pó (mais ou menos conforme seu gosto)
1/2 scoop de protéina sabor baunilha (recomendo nitro peak – inner armour) *
5 nozes picadas
50ml de água temperatura ambiente. (se necessário pode utilizar mais)

Modo de preparo:
Bater tudo em um mixer ou batedeira.
Após a pasta estar homogênea colocar para resfriar por 1hr no congelador.
Guten Appetit!
http://www.flexsuplementos.com.br/index.php?route=product/product&product_id=205
MUSCLE CHEF TONTON
MUSCLE CHEF TONTON
Marcado com: